sábado, 24 de fevereiro de 2018

NINETEEN EIGHTY-FOUR (1984)

    Eric Arthur Blair cujo pseudônimo era George Orwell viveu neste mundo apenas 47 anos, de 1903 a 1950. No penúltimo ano de sua vida publicou sua mais famosa obra: 1984. O enredo é o controle total do cidadão pelo Estado, espécie de vigia permanente no maior estilo "big brother".
    É dito que a ficção imita a arte. É pura verdade. Orwell tinha em mente, ao escrever sua obra, a conduta aglutinadora do líder alemão Adolf Hitler cuja ação devastadora havia recém acabado à época da publicação do livro (1949).
     Sobre o tema, inclusive porque faz menção à obra de Orwell, deixo um vídeo de Rômulo Maraschin que analisa um comercial do Banco Itaú.


segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

O ANTICRISTO QUE VEM DO ISLÃ - Parte Final

    Quando olhamos para todas as referências literais bíblicas, todas as nações relatadas e que serão destruídas por Deus, cada uma delas é atualmente muçulmana. 
Exemplos: "Peso contra Arábia" (Isaías 21);
"Damasco será destruída..." (Isaías 17:1).
E sobre os "Reis do Oriente" muitos consideram a China mas em nem uma única vez está escrito a palavra "China" na Bíblia. Os Reis do Oriente que virão contra Israel nos últimos tempos, devemos atentar que são "reis" (no plural), não um rei (ou um reino somente). A Leste (Oriente) do rio Eufrates, encontramos: Iraque, Irã, Afeganistão, Paquistão, Indonésia...Ao norte de Israel temos Turquia, Síria, Líbano, Palestinos...Ao Sul temos o velho Egito, Líbia e Etiópia.
      E quanto aos sete montes em Roma? Não existem apenas sete montes em Roma mas certos "intérpretes" querem insistir nos sete. Mesmo assim, vamos lá! Não leem o que diz no Apocalipse 13 e 17. A Bíblia fala em "montes" não em "colinas". E não apenas sete montes, são também sete cabeças, e também sete reis. Reis não governam "montanhas ou montes" mas sim "reinos". São sete reinos ou sete impérios. João escreveu:
"Cinco caíram, um existe e o outro ainda não é vindo..." João estava no século I DC, logo, sob o Império Romano (um existe) este era o 6º Reino. Cinco já tinham caído: Egito, Assíria, Babilônia, Medo-Persa e o Grego. O Império Romano deixou de existir em 450 DC, sendo criado o Império Bizantino mas continuou sendo chamado de Império Romano. E finalmente caiu nas mãos de quem? Dos muçulmanos: O Império Otomano (1453). Este império teve uma das cabeças feridas em 1924, mas segundo o Apocalipse reviverá no oitavo Rei (que é o sétimo, Império Otomano) só que reviverá como Império Islâmico.
      Mais evidências vemos em Ezequiel 30:3-4-5 Se em 30 verso 3 é o Dia do Senhor, por qual motivo nos versos 4 e 5 Ele está lutando contra países muçulmanos? Ele está lutando contra "Lídia" = Turquia, contra a Líbia (norte da África) e mais Argélia, Tunísia e Marrocos, Mauritânia e Egito. Em Isaías 63, Jesus vem batalhar contra EDOM que não é apenas a Jordânia pois em Ezequiel 25 nos diz que EDOM se estende da região de TEMÃ (atual Iêmen) até DEDÃ que é o coração do mundo árabe. Em Isaías 63, há referências de suas roupas borrifadas de sangue onde Ele pisa o lagar, igual as referências mencionadas em Apocalipse. Ele pisa o lagar que está em EDOM, o coração do mundo árabe e dos países muçulmanos, de onde o Islã originou-se.
Em Habacuque 3 Ele luta contra as regiões de MIDIÃ. Midiã era o irmão de Ismael, filho de Abraão com a escrava AGAR. Ismael é o pai da descendência árabe.
Em Joel 3 o Messias está na terra, no vale de Jeosafá onde vai acontecer a batalha do Armagedom. Ele desafia duas entidades: Líbano (Tiro). Ele diz: "Quem é você para lutar comigo, oh Tiro e Sidom e toda a costa da Filistia?" Tiro é no Líbano e Filístia é GAZA. A luta hoje é contra o Hezbolá, Hamas e o ISIS que deseja implantar o Califado e a Lei Sharia. Quem são hoje os que DECAPITAM os cristãos? São os italianos ou os muçulmanos? O Apocalipse diz: "Vi os mártires que foram degolados (decapitados) em nome de Jesus."
    A última semana de Daniel, que ainda não se cumpriu, confirma uma aliança de 7 anos que será feita pelo Anticristo (para os islâmicos será o Mahdi, o messias deles), essa aliança é confirmada no Alcorão, mas na metade desse tempo de sete anos (= 42 meses ou 1260 dias) o Filho da Perdição vai quebrar esse pacto de paz "sentando no trono de Deus querendo parecer Deus". O nome do profeta Maomé quer diz "o louvado", ele é chamado de "o glorioso".


quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

O ANTICRISTO ISLÂMICO

Nós, ocidentais, nos habituamos a interpretar a Bíblia na visão ocidental, nos esquecendo que a América, o novo continente, foi descoberta há pouco mais de 500 anos.

A visão escatológica da Bíblia é essencialmente oriental. O último livro da Bíblia, o mais recente de todos, o Apocalipse, também conhecido como livro da Revelação foca inteiramente no Oriente Médio e na Ásia Menor. Inclusive, as sete cartas do Apocalipse endereçadas às sete igrejas estão todas localizadas na Ásia Menor, grande parte delas na hoje Turquia. Isto quer dizer que estas igrejas representam a Igreja de Cristo espalhada no mundo inteiro. E todas as profecias do AT e do NT apontam para esta região da qual surgirá o Filho da Perdição nos tempos do fim.

As ameaças vêm das nações que desejam ardentemente destruir Israel, o povo escolhido do verdadeiro Deus. Estas nações estão todas nos arredores de Jerusalém, de Israel, podemos citar o Irã, o Iraque, a Síria, a Turquia, o Líbano, o Egito…

São todas nações islâmicas, com as suas divisões em alguns países, mais ameaçador é o Islã fundamentalista.

O império que se levanta diante dos nossos olhos é o império Islâmico. Está próximo a levantar-se, liderado pelo Anticristo. Lemos no Profeta Zacarias, capítulos 12 e 14;


“E acontecerá naquele dia que farei de Jerusalém uma pedra pesada para todas as nações ao redor, as casas serão saqueadas e as mulheres forçadas.


O resultado será a vitória de Israel, através do Messias, que virá em auxílio do povo judeu.

Como o Alcorão é uma cópia desfigurada da Bíblia, nele a vitória prometida será do Islã. Aliás, nele, tudo é mudado para justificar e gloriar os muçulmanos.

Zacarias, Amós e Joel, no capítulo 3 diz claramente a respeito do julgamento das nações: “Eu ajuntarei todas as nações para o vale de Jeosafá e, então, entrarei em juízo ali com elas.”

O profeta do Islã declarou que, em algum momento na história virão contra Israel, a Pérsia (atual Iraque) junto com a Turquia, e cada muçulmano deve juntar-se a esta batalha.

Os estudiosos ocidentais têm uma visão “eurocêntrica”, isto é, afirmam que o Anticristo viria de um país europeu, calcados no império Romano que não mais existe nem existirá de novo. O reformador Martim Lutero escreveu ser o Islã o corpo, a personificação da Besta. Ensinou que a Igreja Católica era a prostituta da Babilônia, talvez influenciando erroneamente alguns intérpretes modernos. Não restam dúvidas que a prostituta é uma combinação da unidade islâmica de nações, Arábia Saudita, Iêmen, Emirados Árabes, todos grandes produtores de óleo. Quando o Império Otomano foi ferido em 1924, o sistema islâmico desmoronou. A Bíblia faz menção de que a Besta tem uma de suas cabeças ferida de morte, ou seja, um dos seus impérios foi ferido mas vai reviver nos últimos tempos.


Obs: Para não lermos um texto muito extenso, coloco aqui um ponto parcial. Continuarei o tema num segundo e último texto proximamente.


Estes escritos estão baseados em vídeos do ex-guerrilheiro islâmico Walid Shoebat (CONVERTIDO EM 1993) e do pastor Joel Richardson.


sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

A SÉTIMA TROMBETA

      De todos os meus quatro blogues ativos o "Desígnios" é o menos visto, porém, no meu visor o mais importante. Não é de caráter didático, de pregar o evangelho, como o é o Pão Celestial. Seu único intento é alertar meia dúzia de leitores sobre o iminente juízo de Deus.
      A sétima trombeta é a última. Quando soar, está escrito em Apocalipse, acabou o tempo. A grande indagação é recorrente: Quando isto ocorrerá? O Criador nos deixou sinais para que soubéssemos interpretá-los. O principal deles foi dado por Cristo, em relação à figueira, árvore que representa o povo judeu, o povo inicialmente escolhido por Deus. Disse-nos o Mestre que quando a figueira brota o verão está próximo. (Mt 24:32-33). A figueira (Israel) está brotando, com o apoio decisivo de Donald Trump (trump quer dizer trombeta), tanto que provoca a ira dos povos inimigos históricos de Israel (Palestina, Síria, Irã, Turquia, Líbia, Egito etc) que se "armarão" contra Israel, conforme previsto em vários profetas.
       Quando João no ano 95 escreveu o último livro da Bíblia, exilado na ilha de Patmos na Grécia, recebeu a instrução dada pelo Anjo do Senhor de escrever às Sete Igrejas da Ásia. Naquele tempo, a Ásia não tinha a extensão que tem hoje, sendo que as sete igrejas (Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia, Laodiceia) se localizavam quase todas dentro do território que hoje é a Turquia.
Com isso, Deus nos aponta o provável local donde surgirá o "Filho da perdição", o tão temido Anticristo. Sim, ele surgirá desta região do Oriente Médio, formará um grande exército para vir guerrear contra Israel, no vale do Armagedom.
         Portanto, o Anticristo sairá de um país muçulmano, porque o Islã não aceita que Cristo é Filho de Deus. Ora, quem não aceita que Jesus Cristo é o Filho de Deus, Único Salvador e Mediador entre Deus e os homens, é aquele que se debela contra Deus, o Diabo, a serpente primitiva, o qual vai sentar-se no trono de Deus querendo parecer deus.
       Quem tiver ouvidos, ouça o que o Espírito diz às Igrejas!!!
"PASSARÃO CÉUS E TERRAS MAS MINHAS PALAVRAS NÃO PASSARÃO."

domingo, 24 de dezembro de 2017

JERUSALÉM É DE ISRAEL

   Nos relatos bíblicos se prova a íntima relação do povo escolhido por Deus com a cidade santa Jerusalém. Por muitos séculos o povo hebreu viveu exilado, como nômades, em tendas, nas cidades circunvizinhas, como "castigo" do Senhor por não seguirem a Lei de Moisés. Judeus estão hoje espalhados no mundo todo, dominando-o através da religião (a Torá faz parte da Bíblia cristã), na ciência (Albert Einstein era judeu) e na economia.
     A promessa de Deus é que nos tempos finais, o povo judeu seria todo repatriado para a sua terra natal. Em 1948 foi criado o Estado de Israel. Dos países árabes Israel é o único a possuir arsenal atômico. Pelas profecias não passaria essa geração (uma geração bíblica tem 70 anos) sem que todas as previsões se tornassem realidade. 1948 + 70 = 2018
     Portanto até o final de 2018 deverá ocorrer inúmeros conflitos bélicos na região do Oriente Médio, mais precisamente em Jerusalém. Até essa data deverá estar sendo construído, através de acordo de paz (será feito esse acordo com o próprio Anticristo, sem que saiba quem ele é), no Monte do Templo em Jerusalém, o Terceiro Templo de Salomão, sagrado para os judeus.
     Então começará a última semana relatada no profeta Daniel, que durará somente a metade dos sete anos, três anos e meio, ou 42 meses ou 1.260 dias. Porque findo esses três anos e meio, o Anticristo sentar-se-á no trono do templo, querendo parecer Deus, obrigando a todos a segui-lo. Logo após virá das nuvens, com todo o poder e glória, Jesus Cristo, o Filho de Deus, que exterminará o impostor com um sopro de sua boca e julgará todo ser, vivo e morto, pois muitos ressuscitarão para a vida eterna, são os "benditos do Pai", enquanto a grande maioria ressuscitará para a segunda morte, no lago de enxofre.
"Continue o injusto a praticar injustiça; continue o imundo na imundícia; continue o justo a praticar justiça; e continue o santo a santificar-se.
Eis que venho em breve! A minha recompensa está comigo, e eu retribuirei a cada um de acordo com o que fez. (Apo 22:11-12)

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

EEUU MUDAM EMBAIXADA DE TEL AVIV PARA JERUSALÉM

      Sabem o isso significa? Uma provocação aos palestinos e por extensão aos muçulmanos. Hoje o presidente Donald Trump deve anunciar que a embaixada americana vai se mudar de Tel Aviv, a segunda maior cidade israelense com cerca de 450 mil habitantes, para Jerusalém.
          Este anúncio tem significado apocalíptico, envolve diretamente Israel (o povo escolhido de Deus) e seus adversários mortais do Oriente Médio como a Turquia, que fica ao norte de Israel. Este dado faz lembrar o profeta Ezequiel, capítulos 38 e 39 que revela a batalha final do Armagedon.
       Os Estados Unidos vão referendar uma promessa de campanha do atual presidente a qual tinha cobrança da maioria das igrejas evangélicas do país. Concretizada a transferência, aumentam as chances israelenses de construir o 3º Templo, no Monte do Templo. Por enquanto, neste monte existe somente a mesquita do Domo (mesquita = Islã).
      O apoio estadunidense à Israel causa calafrios nos árabes, de maioria muçulmana, e certamente inicia um período de crescente conturbação na região, com possibilidade de conflitos preocupantes. Isso faz parte do Plano de Deus para a humanidade. Deus atrairá para Jerusalém os inimigos de Israel, justamente para castigar o povo que sempre O desobedeceu. Ao mesmo tempo, será a redenção de Israel e de todo o povo eleito. Acordem igreja! Jesus está voltando para o Seu reino eterno. Tudo acontece diante de nossos olhos!!!

TRUMP QUER DIZER "TROMBETA" E ASSUMIU O GOVERNO NO ANO 5.777 DO CALENDÁRIO JUDAICO. FAZ SENTIDO?

domingo, 5 de novembro de 2017

"THE BIG TRIBULATION" - NINGUÉM VAI ESCAPAR DELA

Leitor(a) e leitores(as),

Irmãos e irmãs escolhidos por Deus, inscritos no Livro da Vida.

Examinai bem as escrituras. Tudo o que está escrito é revelação do Deus Criador de Adão e Eva, os primeiros seres humanos cujos filhos Abel e Caim tornaram-se filhos da bondade (Abel, os sacrifícios dele agradaram a Deus) e da maldade (Caim, homicida desde o princípio).
Abraão, patriarca bíblico, foi o pai das religiões monoteístas (creem 
num só Deus). Dele surgiram o judaísmo/cristianismo e o islamismo.
Pois bem. Abraão teve como mulher Sarah. De Abraão  nasceu as duas descendências que hoje habitam a terra. Vamos explicar direitinho. Sarah, esposa de Abraão, era estéril. Por isso, permitiu a Abraão deitar-se com sua escrava chamada Agar. Esta lhe deu um filho a quem chamou Ismael. Deus não abençoou Ismael, filho da escrava. Deus prometeu a Sarah, já na sua velhice, que ela conceberia e daria à luz ao filho da promessa: Isaac ou Isaque. A esse Deus abençoou.
Nós, judeus e gentios, viemos de Isaque, somos livres, cremos em Deus e no Seu Filho Jesus Cristo, único Salvador que está à destra de Deus.
Os muçulmanos de hoje são da descendência de Ismael, escravos desde o princípio. No século VI, na Arábia Saudita, o espertalhão Maomé fundou o islamismo cujo livro sagrado é o Alcorão, cópia feita no interesse deles da nossa Bíblia. O islã não admite que Jesus Cristo é o Filho de Deus. Dizem que Deus não tem filho. Tem somente profetas. E o maior deles (segundo eles) é o Maomé.
Fica fácil concluir que deste povo (muçulmano) sairá o Anticristo. Eles vão querer a todo o custo destruir Israel (o povo escolhido de Deus).
O líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, 78 anos, que já fez várias ameaças a Israel, provocou de novo agora ao dizer que "todas as nações muçulmanas devem unir-se para aniquilar Israel."
Está prenunciando a batalha do Armagedom, que está muito próxima.
O Estado Islâmico costuma decapitar os cristãos gritando sempre aquela frase "Alá é grande, morte aos infiéis!" Na maioria dos atentados que matam pessoas pelo mundo a frase é sempre a mesma. O islã é a religião que mais cresce no mundo. Domina-lo-á muito proximamente. Uma grafia árabe de Alá significa o número 666.
A grande tribulação está às portas. Quem perseverar até o fim será salvo. Oh Glória!
"Caiu, caiu, a grande Babilônia!"
ALI KHAMINEI - LÍDER IRANIANO QUE QUER EXTERMINAR ISRAEL DO MAPA. PODE ARNALDO? (RESPOSTA DO ARNALDO: ESTÁ PREVISTO NA BÍBLIA.)